Atualizado 09/01/2019

Medeiros toma posse e projeta Inter forte em todas as competições

Presidente afirma que momento em 2019 permite "sonhar mais alto".

Vencedor da eleição realizada em dezembro com mais de 92% dos votos, Marcelo Medeiros foi reempossado na noite desta terça-feira para mais dois anos de mandato à frente do conselho de administração do Inter. “Esse novo momento do Inter nos permite sonhar mais alto. Começamos 2019 com novas perspectivas”, enfatizou o presidente, que está no cargo desde janeiro de 2017 e comandou o clube na fase mais difícil de sua história, que foi a disputa da Série B. “Vamos entrar nas quatro competições que temos no ano acreditando que podemos ganhar”, continuou.

 

O clima de otimismo, aliás, foi geral na cerimônia de posse, realizada no Centro de Eventos do Beira-Rio. "Conseguimos restabelecer a confiança da torcida. E com ela ao nosso lado, é muito difícil de nos vencer, principalmente no Beira-Rio", salientou o presidente colorado.

 

O restante do conselho de administração também se mantém inalterado com João Patrício Herrmann (1º vice-presidente), Alexandre Chaves Barcellos (2º vice-presidente), Humberto Cesar Busnello, (3º vice-presidente) e José de Medeiros Pacheco (4º vice-presidente). "Passamos pela fase mais difícil. Agora, estamos preparados para novas conquistas. Estamos trabalhando muito para isso", afirmou João Patrício.

 

"O clube está de novo nos trilhos. A partir disso, vamos conseguir dar novas alegrias para a torcida. Passamos uma fase difícil, mas conseguimos superar a pior fase", disse Alexandre Chaves Barcellos, que conclui: "A torcida colorada participou demais da nossa recuperação, principalmente nos piore momentos. Aprendemos muito. Administrar o Inter não é fácil. Todos os dias são tomadas decisões muito importantes".

 

Em 2019, o Inter terá, além do Gauchão, Brasileirão e Copa do Brasil, a Libertadores da América. Por isso, o departamento de futebol, liderado pelo vice-presidente, Roberto Melo, segue em buscas de reforços. Fora de campo, o clube buscará na Justiça o ressarcimento pelos danos causados pela gestão anterior, do presidente Vitorio Piffero, aos cofres do clube. Calcula-se que os prejuízos ao clube sejam superiores a R$ 10 milhões.

Fonte: CP
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções