Atualizado 16/01/2019

Obras da ciclovia em fase de retirada dos meios-fios dos canteiros centrais

Bustos de homenageados pelo Exército permanecerão instalados nos mesmos locais, na Avenida Venâncio Aires, porém em espaço menor.

Em continuidade às conversações iniciadas pelo prefeito Jacques Barbosa com o comando do 1º BCom, em relação às alterações nos canteiros centrais que a construção da ciclovia irá exigir na Avenida Venâncio Aires, o prefeito em Exercício Bruno Hesse, o secretário municipal de Obras e Serviços Urbanos, Adolar Queiroz, o engenheiro José Carlos Ferraz e a arquiteta Laura Lucca, estiveram reunidos com o comando militar na manhã desta segunda-feira, 14. O objetivo foi tratar da redução dos espaços que abrigam os bustos de personagens importantes da história do Brasil, como o do general Manoel Luis Osório, patrono da Arma de Cavalaria, brigadeiro Antônio de Sampaio, patrono da Arma de Infantaria, e do patrono do Exército, Luis Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias. Os bustos estão fixados no canteiro central da Avenida Venâncio Aires, onde está sendo construída a ciclovia.

 

No encontro foi entregue ao tenente-coronel Vladimir Bancke da Silva, subcomandante do 1º BCom, ao major Hélder Farias e ao assessor do comando, José Apolinário dos Santos, cópia do projeto do Governo Municipal para a construção de um anel cicloviário no município, com cerca de 30 quilômetros de extensão, em diferentes etapas. A primeira etapa do projeto teve início na Avenida Venâncio Aires, com extensão de 4.037,30 metros de pista, trechos de ida e volta entre as ruas Marquês de Tamandaré e Padre Manoel da Nóbrega, um investimento de R$ 551.822,81 mil, com recursos de emendas parlamentares dos deputados federais Elvino Bohn Gass (PT) e Osmar Terra (MDB), mais uma contrapartida do município.

 

Com as ponderações do Governo Municipal de que o anel cicloviário na área urbana estabelecerá uma conexão entre as grandes avenidas e as áreas industriais e de ensino, facilitando o deslocamento de trabalhadores e de estudantes, com um meio de transporte não poluente e que oferecerá segurança aos usuários do sistema de trânsito, além da permanência dos bustos dos homenageados pelo Exército no mesmo local em que estão instalados, porém em um espaço menor, o tenente-coronel Bancke destacou que não há objeção e manifestou o apoio do comando do 1º BCom ao projeto. "É um bom projeto e certamente irá beneficiar milhares de pessoas, até mesmo militares que utilizam a bicicleta como meio para o deslocamento até o batalhão", disse o subcomandante.

 

Em seguida, as autoridades foram até a frente do 1º BCom, na Avenida Venâncio Aires, para acompanhar as obras de retirada dos meios-fios dos canteiros centrais. A previsão é de que ainda nesta semana tenham início o recorte dos canteiros centrais do trecho de mais de quatro quilômetros onde está sendo construída a ciclovia.

 

A arquiteta Laura Lucca explicou que a ciclovia terá duas pistas com largura de 1,5 metros cada, com recorte dos canteiros centrais e parte da pista, preservando a vegetação existente e mantendo o fluxo de veículos. Conforme o projeto, a pista para ciclistas será protegida por meio-fios e faixa de sinalização reflexiva.

 

“É o início de um grande projeto cicloviário para a cidade, com melhoria na estrutura de apoio ao ciclista, oferecendo um espaço seguro e funcional para trabalhadores e desportistas, também com segurança para motoristas e pedestres”, afirmou o prefeito em Exercício, Bruno Hesse.

 

Texto/fotos: Tarso Weber

Fonte: Assessoria da Prefeitura Municipal de Santo Ângelo
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções